Em cinco anos, RN utilizou menos de 50% dos recursos orçados para o sistema prisional

A crise no sistema penitenciário no estado e no país não é de hoje, e é preciso analisar o que levou à atual situação caótica dos presídios. Falta de políticas públicas, a própria concepção de encarceramento, a estrutura precária das penitenciárias, a incapacidade do Estado em aplicar os recursos como deveria etc. Dados do Portal da Transparência do RN mostram a gravidade do problema: em cinco anos, menos da metade dos recursos previstos para o sistema penitenciário foram utilizados.

O Fundo Penitenciário do RN, criado em 2005, é destinado à construção, reforma, ampliação e aprimoramento de prisões. De 2012 a 2016, segundo os dados do Portal da Transparência levantados pelo mandato do deputado estadual Fernando Mineiro (PT), foram orçados cerca de R$ 351 milhões para o Fundo, mas somente foram gastos R$ 155 milhões. Em 2014, último ano da gestão Rosalba Ciarlini (DEM), observa-se o menor investimento, apenas cerca de 32% do total orçado.

No ano passado, foram gastos mais de 90% dos recursos previstos, mas a explicação é que houve queda drástica no valor orçado de 2015 para 2016 (R$ 106 milhões para 47 milhões). Os dados mostram claramente que o dinheiro que poderia resultar na abertura de novas vagas no sistema prisional e na melhoria de infraestrutura e de pessoal não está sendo utilizado a contento, por falha na gestão desses recursos.

Mineiro propôs, durante a sessão plenária desta terça-feira (24), convocada em caráter extraordinário para votar projetos da área da segurança, que a fiscalização da execução orçamentária seja, de fato, uma prioridade na Casa. “É preciso que estejamos atentos ao uso desses recursos. Trata-se de uma verba para minimizar os problemas na área penitenciária no nosso estado”, alertou.

Lula: “Brasil é vítima de um golpe parlamentar”

Lula com a Frente Brasil Popular em Natal (Foto: Heinrich Aikawa)

Em encontro com movimentos sociais da Frente Brasil Popular, nesta terça (2/8), em Natal, o ex-presidente Lula afirmou que o Brasil está “sendo vítima de um golpe parlamentar”. Ele recordou que os deputados, senadores e o vice-presidente Michel Temer sabem que a presidenta Dilma Rousseff não cometeu crime nenhum. Mas levam o processo de impeachment adiante porque acreditam que “a forma mais fácil de chegar ao governo é dando um golpe”.

Para ouvir a fala completa de Lula, acesse o link ao final do texto.

Lula também afirmou que os processo contra a corrupção – que avançaram no Brasil graças a leis e reformas introduzidas em seu governo – devem punir os responsáveis, sejam empresários ou políticos, preservando as empresas e os empregos dos trabalhadores.

Só quero saber quem vai levar pão, leite, quem vai pagar a conta da luz, quem vai cuidar de milhões e milhões que estão ficando desempregados”, afirmou, numa referência à crise da  indústria naval, que já demitiu mais de 40 mil trabalhadores. “É possível combater a corrupção com mais inteligência”, afirmou.

Natal é a segunda escala do ex-presidente Lula em mais uma viagem ao Nordeste, depois de passar por Fortaleza. Além do encontro com a Frente Brasil Popular, Lula participa do lançamento da candidatura de Mineiro (PT) à prefeitura de Natal. Na quarta (3), Lula estará na Bahia.

 

Terminal Salineiro de Areia Branca já movimentou mais de 1 milhão de toneladas de sal em 2016

Companhia Docas registrou aumento nos portos de Natal e Areia Branca (Foto: Carlos Júnior)
Companhia Docas registrou aumento nos portos de Natal e Areia Branca (Foto: Carlos Júnior)

A diretoria da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) divulgou nesta terça-feira (05) o balanço da movimentação dos Portos do Estado no mês de junho de 2016, onde se registra um aumento tanto no Porto de Natal, como no Terminal Salineiro de Areia Branca. Vale ressaltar que é um dos poucos setores da economia potiguar a registrar aumento em meio à grave crise econômica que passa o Brasil.

O Terminal Salineiro de Areia Branca já movimentou 1.074.516 toneladas, tendo um aumento de 24,15% em comparação ao mesmo período do ano passado (janeiro-junho), quando foram movimentadas 865.490 toneladas. Já no Porto de Natal, o percentual de aumento atingiu 54,75% com as 342.378 toneladas movimentadas, superando as 221.251 toneladas dos seis primeiros meses de 2015.

“Com muito esforço da nossa equipe técnica e a dedicação dos nossos portuários estamos vencendo a crise e sendo exemplo para a economia potiguar. Nosso objetivo é continuar nesse ritmo intenso de crescimento”, avalia Hanna Yousef Emile Safieh, presidente interino da CODERN, ao comentar o aumento na movimentação dos Portos do Rio Grande do Norte.

Navio com 41 mil toneladas de sal deixa o Porto de Natal com destino aos Estados Unidos

Sal estocado no Porto de Natal para Exportação (Foto: Divulgação Codern)
Sal estocado no Porto de Natal para Exportação (Foto: Divulgação Codern)

Um navio carregado com 41 mil toneladas de sal deixou o Porto de Natal nesta quarta-feira (24), levando o produto para os Estados Unidos, país que recebe grande quantidade do sal produzido no Rio Grande do Norte.

É a segunda vez que o Porto de Natal movimenta sal a granel. A primeira vez se deu em novembro de 2015, quando se exportou 24 mil toneladas de sal, sendo uma adaptação logística da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), para atender as salinas localizadas mais próximas de Natal, sem interferir no Terminal Salineiro de Areia Branca, que deverá chegar ao final de 2016 tendo movimentado mais de 2,5 milhões de toneladas.

O Rio Grande do Norte é o maior produtor de sal do Brasil. O setor salineiro como um todo emprega mais de 70 mil pessoas de forma direta e indireta e é parte significativa da economia do estado. O clima, sol forte, muito vento e pouca chuva fizeram do nosso Estado o maior produtor de sal do país.

Atualmente, 30% da movimentação feita pelo Porto de Natal é de frutas com a predominância do melão, sendo todas armazenadas em contêineres refrigerados. Trigo, tecidos, pescados, peças eólicas, sal e outros produtos completam o percentual restante.

Movimentação nos portos cresce 11% em janeiro de 2016

Codern registra aumento nos portos de Areia Branca e Natal (Foto: Carlos Júnior)
Codern registra aumento nos portos de Areia Branca e Natal (Foto: Carlos Júnior)

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) comemora um aumento de 11,28% em relação a 2015, na movimentação dos Portos do Rio Grande do Norte, somente no mês de janeiro de 2016.

O balanço do mês foi apresentado pelo Diretor-Presidente, Emerson Fernandes Daniel Júnior, que lembrou os excelentes números já apresentados em 2015: “Vale ressaltar que em janeiro já tivemos um aumento geral de 11,28% em relação ao mesmo período de 2015, que foi um ano onde superamos as metas estabelecidas pela própria empresa”.

No Porto de Natal a movimentação em janeiro de 2015 foi de 42.398 toneladas, passando para 49.684 toneladas movimentadas em janeiro de 2016, o que representa um aumento de 17,19%.

Já no Terminal Salineiro de Areia Branca foram movimentadas 177.098 toneladas de sal em janeiro de 2015, passando para 197.080 toneladas em janeiro 2016, representando um aumento de 9,43%.

Porto Ilha bate recorde em exportação com 250 mil toneladas

Porto Ilha em Areia Branca bate recorde de exportação em novembro (Foto: Carlos Júnior)
Porto Ilha em Areia Branca bate recorde de exportação em novembro (Foto: Carlos Júnior)

Os números da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) e a movimentação de cargas nos portos potiguares tiveram crescimento significativo em 2015, apesar da crise econômica.

Emerson Fernandes, presidente da Codern, disse que o terminal salineiro do Porto Ilha, em Areia Branca, atingiu um recorde em novembro, com 250 mil toneladas.

A expectativa do presidente é que a movimentação no porto até o final deste mês de dezembro pode alcançar uma movimentação de até 270 mil toneladas do produto.

“Podemos garantir que a nossa movimentação vai ser superior à movimentação do ano passado em 25%. Ano passado, registramos 1,56 milhão de tonelada e nós estamos percorrendo um caminho que dará continuidade a essa movimentação eu que possa registrar, em 2016, um recorde anual”, afirma Emerson Fernandes.

Entre os anos de 2001 e 2002, o equipamento exclusivo para a movimentação de sal alcançou 2,5 milhões de toneladas.

Em Areia Branca, a movimentação é feita por três usuários e o diretor acredita que o número pode aumentar para cinco.

“Podemos chegar até 3,7 milhões de toneladas com os equipamentos atuais, sem maiores percalços”, afirmou.

Com relação ao Porto de Natal, a movimentação chegará a 500 mil toneladas até o final do ano. Emerson Fernandes acredita que terá uma crescente, para que no próximo ano alcance 700 mil toneladas movimentadas.

Segundo ele, o trabalho de diversificação que vem sendo feito pela Codern, entre os trabalhos de diversificação, um dos novos itens é o sal, que tem feito que algumas empresas que têm as salinas mais próximas de Natal tivessem passando a trazer o produto para o porto da capital.

Além disso, foi registrado aumento na quantidade de movimentação de fruta, contêineres para têxtis, camarão, pescado, que continuam sendo as principais pautas de exportação.

De Fato Online

Posto Costa Branca

Presidente da Câmara de Areia Branca divulga mensagem de boas festas

Netinho Cunha - divulgacao Câmara de Areia BrancaO presidente da Câmara Municipal de Areia Branca, vereador Netinho Cunha (PSB), divulgou através das redes sociais sua mensagem de boas festas aos areia-branquenses.

Em sua fala, o parlamentar demonstrou a esperança em dias melhores, afirmando que “o melhor presente é estarmos presentes nos corações de quem a gente gosta”, declarou.

Ouça aqui a mensagem na íntegra.

Sebrae promove feira com foco no turismo e na comercialização de produtos

Natal – Os destinos, roteiros, artesanato e produtos do agronegócio vão ser expostos e comercializados na Feira de Produtos e Serviços de Turismo Rural, que acontece entre os dias 26 e 28 deste mês, no espaço Hospitalidade da Arena das Dunas, em Natal. A Feira é considerada o principal evento dentro da programação da 11ª Feira de Turismo Rural, a RuralTur. Organizada pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, o evento tem o objetivo de alavancar o turismo rural e gerar renda para a produção associada ao turismo.

Durante os três dias de RuralTur, são esperadas mais de sete mil visitantes, que vão poder desfrutar, em cerca de 45 estandes, do que há de melhor no segmento. Além do Rio Grande do Norte, vão está expondo e comercializando produtos e serviços expositores de agências de viagens, meios de hospedagens, restaurantes e empresas que comercializam equipamentos do ramo dos estados de Goiás, Espírito Santo, Alagoas, Ceará, Bahia, Pernambuco, Sergipe, com destaque para a Paraíba, que vai trazer mais de 150 empresários ao evento. A quantidade já era de se esperar para os organizadores, já que em todas as edições anteriores, a RuralTur foi realizada no mesmo estado, e devido o sucesso se nacionalizou.

“A Feira de Produtos e Serviços vai apresentar um novo olhar para o ambiente rural, resgatando tradições e a vida no campo com agronegócios, trilhas ecológicas e outros atrativos inseridos no meio rural. É uma forma de aprimorar conhecimentos, fortalecer o segmento e gerar negócios”, disse Yves Guerra – Coordenador da RuralTur do Sebrae-RN

No Rio Grande do Norte, vários municípios vão expor os atrativos e os potenciais atrativos turísticos do turismo rural, como é o caso de Nísia Floresta. Situada na região Metropolitana, a cidade apresenta roteiros turísticos e empresas da área, como é o caso da Fazenda Park Hotel Complexo Capiba. O lugar é conhecido por ser um recanto marcado pelo ar puro, conforto e tranquilidade. O local favorece o comércio da região com diversas atrações em um só lugar, oferecendo atividades como, trilhas ecológicas, passeios de quadriciclos, haras com passeios de cavalo, charrete, pônei e jardineira, dentre outras.

No artesanato, por exemplo, artesãos da capital, São Gonçalo do Amarante, Caicó e Carnaúbas dos Dantas vão expor peças produzidas à base da fibra, sisal, cerâmica e geopedras. De acordo com o coordenador da RuralTur do Sebrae-RN, Yves Guerra, os estandes propiciará aos visitantes fluxo de conhecimento sobre o turismo rural. “A Feira de Produtos e Serviços vai apresentar um novo olhar para o ambiente rural, resgatando tradições e a vida no campo com agronegócios, trilhas ecológicas e outros atrativos inseridos no meio rural. É uma forma de aprimorar conhecimentos, fortalecer o segmento e gerar negócios”, comenta.

Promovida pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, a RuralTur tem o apoio da Abratur (Associação Brasileira de Turismo Rural), Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural (Idestur), Sistema Faern-Senar, Grupo Banco Mundial, RN Sustentável e Governo do Estado.

A entrada no evento é gratuita, e para facilitar o acesso, é necessário efetuar inscrição no hotsite da RuralTur, acessando o link:http://www.intelisoft.com.br/sebraerural/principal.asp. A inscrição vai gerar um número que deve ser apresentado na área de credenciamento do estádio. O acesso será pela Avenida Prudente de Morais.

Serviço:

www.rn.agenciasebrae.com.br
http://www.rn.sebrae.com.br
http://www.facebook.com/SebraeRN

Call Center:
0800 570 0800

Posto Costa Branca

Natal decreta estado de calamidade por causa das chuvas, mas jogo está mantido

Moradores se arriscam retirando bens das casas e temem saques (Foto: Leonardo Dantas)

A prefeitura de Natal decretou estado de calamidade pública na capital potiguar devido à forte chuva que atingiu a cidade desde quinta-feira (12) à noite até domingo (15). O decreto foi publicado na edição de hoje (16) do Diário Oficial do Município.

A cidade será palco nesta segunda-feira do jogo entre Gana e Estados Unidos, na Arena das Dunas, às 19h, pelo Grupo G da Copa do Mundo. Segundo a Federação Internacional de Futebol (Fifa) e a Secretaria Extraordinária para Assuntos Relativos à Copa do Mundo 2014 (Secopa) no Rio Grande do Norte, a partida está mantida. Para hoje, a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia é de tempo nublado com chuva esparsa durante o dia e à noite.

As fortes chuvas provocaram o deslizamento de uma encosta que, de acordo com o decreto, comprometeu até 40 residências, das quais 20 ficaram destruídas, na Rua Guanabara, no bairro de Mãe Luíza. Além disso, houve comprometimento do muro de contenção de uma encosta na Comunidade do Jacó, no bairro das Rocas, provocando risco de deslizamento e desabamento que coloca 50 casas em risco.

Ainda segundo o decreto, houve transbordamento das seguintes lagoas: Pirangi, Jiqui, Cidade Jardim, Preá, Potiguares, Conjunto Iprevinat, São Conrado, lagoas do Horto e da Cidade da Esperança, ambas na Rua Ceará, e Nova Cidade. A prefeitura informou que todas as lagoas de captação de águas pluviais transbordaram provocando diversos pontos de alagamento na cidade.

O decretou autoriza o Poder Público a entrar nas casas para prestar socorro ou determinar a pronta evacuação e “o início de processos de desapropriação, por utilidade pública, de propriedades particulares comprovadamente localizadas em áreas de risco intensificado de desastre”. Cerca de 50 famílias foram levadas para abrigos públicos.

Agência Brasil

Rejeição: Prefeita Micarla tem 91,6% e Governadora Rosalba Ciarlini desponta com 62%

A pesquisa do Sinduscon/RN apontou que 91,6% dos natalenses desaprovam a administração Micarla de Sousa (PV). A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) parece que não quer ficar “para trás” e já tem 62% de desaprovação da população natalense.

Os entrevistados também apontaram os principais problemas de Natal:

•             Segurança 44,6%

•             Saúde 20,9%

•             Limpeza pública 9%

•             Buracos 5,4%

•             Saneamento básico 4,8%

Com informações de Ana Cadengue