Acidente com vítima fatal na BR 110

Acidente com vítima fatal na BR 110 próximo ao Casco do Cavalo, por volta das 9:30h  da noite de domingo 06 de fevereiro de 2011.

A Vítima fatal era Manoel Felix do Vale, 56 anos, Marítimo e conhecido popularmente como Manezinho. O mesmo pedalava sua bicicleta, quando foi colhido por um veículo que além de não prestar socorro se evadiu do local, sem que ninguem soubesse informar o seu destino.

Manezinho teve multiplas fraturas, sua cabeça foi esfacelada pela violência do impacto e ainda teve parte dos pés decepados.
Os peritos do Itep recolheram o corpo para os devidos procedimentos de necrópsia e em seguida liberou para velório e sepultamento.

Com Informações do Blog do GTC Mossoró

Mossoró registra 15º homicídio de 2011 em pouco mais de um mês

Mais um ho­mi­cí­dio foi re­gis­tra­do pela po­lí­cia de Mos­so­ró na ma­dru­ga­da de hoje (2). Um aju­dan­te de sol­da­dor foi as­sas­si­na­do a tiros no bair­ro Bom Jar­dim. José Maria dos Reis Silva Ro­dri­gues, 25, foi morto por dis­pa­ros de arma de fogo em via pú­bli­ca da Avenida Al­ber­to Ma­ra­nhão, nas pro­xi­mi­da­des do mer­ca­do do Vuco-vuco. Este é o 15° ho­mi­cí­dio na ci­da­de neste ano. Polícia ainda não de­fi­niu au­to­ria e nem mo­ti­va­ção.

De acor­do com o sar­gen­to Adria­no, da Po­lí­cia Mi­li­tar (Ciosp), a ví­ti­ma foi sur­preen­di­do por dois ho­mens, não iden­ti­fi­ca­dos, que sur­gi­ram a bordo de uma mo­to­ci­cle­ta. Por volta da 00h20, José Maria foi abor­da­do en­quan­to ca­mi­nha­va em fren­te ao es­ta­be­le­ci­men­to co­mer­cial For­ro­Plast. Du­ran­te a ação cri­mi­no­sa, um dos ban­di­dos, pos­si­vel­men­te o ga­ru­pa, efe­tuou um dis­pa­ro nas cos­tas de José Maria, que tom­bou no local do crime.

A ví­ti­ma ainda foi so­cor­ri­da por uma equi­pe do Samu e en­ca­mi­nha­da para o Hop­si­tal Tar­cí­sio Maia, onde não re­sis­tiu aos fe­ri­men­tos e mor­reu ao dar en­tra­da na uni­da­de hos­pi­ta­lar.

In­for­ma­ções pre­li­mi­na­res dão conta de que José Maria su­pos­ta­men­te se tra­ta­ria de um ex-presidiárioe que res­pon­de­ria por ho­mi­cí­dio, o que reforça a hi­pó­te­se de mais um crime com ca­rac­te­rís­ti­cas de exe­cu­ção re­la­cio­na­do a ‘acerto de contas’. O Itep re­gis­trou a en­tra­da do corpo de José, na­tu­ral de Minas Ge­rais e re­si­den­te no bair­ro Santo An­tô­nio, já às 6h de hoje.

Apuração de homicídios

Por en­quan­to, ainda não há uma con­fir­ma­ção ofi­cial das au­to­ri­da­des lo­cais que a série de ata­ques pra­ti­ca­dos por gru­pos ar­ma­dos tenha al­gu­ma li­ga­ção. Os cri­mes estão sendo in­ves­ti­ga­dos se­pa­ra­da­men­te e parte dos pro­ce­di­men­tos re­gis­tra­dos du­ran­te a noite de segunda-feira pas­sa­da ainda não ti­nham nem sido dis­tri­buí­dos entre as de­le­ga­cias com­pe­ten­tes. A prio­ri, cada de­le­ga­cia res­pon­sá­vel pela área ou es­pe­cia­li­da­de (no caso da me­ni­na morta) está agin­do iso­la­da­men­te. No caso dos ata­ques do Santo An­tô­nio (zona norte), por exem­plo, são áreas de duas DP’s di­fe­ren­tes.

Pela es­pe­ci­fi­ci­da­de, o crime da ado­les­cen­te Adria­na Ka­ro­li­ne da Silva, de ape­nas 13 anos, de­ve­ria ser in­ves­ti­ga­do pela De­le­ga­cia Es­pe­cia­li­za­da na De­fe­sa e Am­pa­ro da Mu­lher (Deham) de Mos­so­ró, que in­ves­ti­ga todos os casos de vio­lên­cia con­tra mu­lhe­res.

Ocor­ri­dos na úl­ti­ma se­gun­da serão tes­te­mu­nhas fun­da­men­tais paras in­ves­ti­ga­ções, que de­ve­rão ser rea­li­za­das em con­jun­to pela Se­gun­da De­le­ga­cia de Po­lí­cia Civil e a De­le­ga­cia Es­pe­cia­li­za­da na De­fe­sa e Am­pa­ro da Mu­lher (DEHAM), já que uma ado­les­cen­te foi morta.

Um dos pri­mei­ros pas­sos é ouvir os so­bre­vi­ven­tes, ami­gos e fa­mi­lia­res das ví­ti­mas. A po­lí­cia tra­ba­lha com a hi­pó­te­se ini­cial que um crime possa estar re­la­cio­na­do a outro. O se­gun­do ata­que, com um morto e três fe­ri­dos, pode ter sido uma vin­gan­ça em re­la­ção ao outro ata­que.

Fonte: Correio da Tarde