Poema: Você me faz tão bem, por Aldemir Seixas

Como é delicioso ser fotografado pela retina dos teus olhos! É como se você quisesse penetrar o mais íntimo de meu ser… E mergulhar dentro de mim, querendo arrancar o mais singelo e o mais verdadeiro de todos os meus sentimentos: O amor. O amor que dentro de mim é tão grande, Que me transforma […]

Poemas: Essencial por Clóvis Januário | Minha Estrela por Aldemir Seixas

Essencial É necessário caminhar, sorrir, viver. Na estrada da vida o FOCO, precisa do CENTRO A essencia desfruta das coisas e de tudo, As pedras no caminho podem tornar-se Cristais finos e requintados. O essencial é necessário, indispensável É o ponto mais importante Ao que se refere. Focus, ponto de tudo… É o centro. Essencial […]

Poema: Essa tal de metamorfose

Já fiz tudo o que queria, E o que não queria também; Amei quem nunca amaria; E terminei sem ningúem. Já ajudei quem eu gostava; E por isso me sinto bem; Me ajudou quem eu nunca esperava; Me fazendo de refém. Já sonhei com o impossível; E muitos sonhos realizei; Pois nesta vida tudo é […]

Crônica: Verdades por Noamã Pinheiro

Verdade é um conceito da filosofia muito amplo. A verdade não é algo que tenha muitas interpretações, mas tem muitos falares. É  como a linguística que cheia de sotaques, com muitas maneiras de dizer, expressa apenas a comunicação. E a verdade é apenas uma expressão da comunicação profunda entre dois seres. Por isso quando alguém […]

Poema: O intervalo da batida do seu coração

O intervalo da batida do seu coração é uma estrada, que você  escolheu na sua existência. Enfrentando momentos difíceis, a procura da felicidade. É o tempo necessário para a sua reflexão para recomeçar quando tudo parece perdido. O intervalo da batida do seu coração é uma flor, que você encontrou em um jardim, entre tantas […]

Poema: Côncavo e Convexo

Sou a roupa que visto; Sou o medo, sou a coragem; E também sou o imprevisto; Neste mundo de passagem. Eu sou o ódio, eu sou o amor; A matéria e o espirito; Em uma tábua feita de dor; O meu destino foi escrito. Eu sou o céu e sou a terra; A ciencia e […]

Crônica: O Egoismo e o Medo, por Noamã Pinheiro

Não vim aqui escrever sobre dores ou amores, esse tema já foi muito descrito e escrito. Não serei cantador de versos e nem declamador de lamentos, acho que centralizar no eu mais profundo faz com que tenhamos uma nova visão daquilo que antes considerávamos indecifrável. Os grandes filósofos da antiguidade destacavam em seus libelos dois […]

Poema: Liberdade existe

No inicio foi assim. Olhei para traz e não consegui te ver. Não acreditei. Me faltou chão Cadê você? Saiu sem me avisar. Destruiu meus sonhos Será que voltas? Será que tudo era ilusão? Sofri Eu era prisioneiro de você. Seria um pesadelo? Pensei Realmente tudo era um sonho. Acordei. Hoje olho para trás e […]

Poema: O tempo passa rápido

Eu vejo o tempo passar. Escapulir como fumaça entre os dedos. Procuro correr para o acompanhar. E fugir de todos os meus medos. Hoje eu sinto que terei menos tempo para viver, Que tenho mais passado do que futuro. Já não tenho mais tempo para as mediocridades. Para as coisas pequenas Tenho pressa… Pressa de […]

Poema: Me faço inteiro

Vagando nas noites e descansando nos dias, nada de mim posso, nada em mim passa e tudo poderei ser e nada serei. De tantos sou menos, de muitos sou uno e dos diversos pedaços, me faço inteiro… Noamã Pinheiro (Por e-mail) Envie seu poema, conto ou crônica para publicação no site Voz de Areia Branca. […]