Artigo: BBB e outras prioridades

Peterson Nogueira

Há muito tempo, o Brasil tem passado por uma fase de baixíssima autoestima. Modelos perfeitas compõem um cenário imperfeito. Outra vez um palestrante falava que a Gisele Bündchen adoraria ser parecida com ela depois das maquiagens e Photoshop a ela aplicados. As pessoas querem emagrecer para entrarem num padrão de beleza que não é o nosso e não porque estão preocupadas com a saúde. A mídia é responsável por essa disseminação e as pessoas estão cada vez mais alienadas.

Aí entra o BBB. Corpos esculturais, tatuagens imensas colorindo corpos e fazendo de pessoas comuns, ícones da televisão brasileira. O preço da fama, o preço de aparecer. Se fosse feita uma entrevista com os participantes do reality show, certamente eles próprios não gostariam de estar presos em suas residências. Qual a razão de quererem estar presos e assistidos pelo Brasil inteiro, perdendo, sobretudo, suas respectivas privacidades?

No dia de estréia do programa dirigido pelo famoso e misterioso Boninho – que, de tão desconhecido, escutei um desavisado rapazinho perguntar se o diretor e o apresentador Bial eram a mesma pessoa –, assistimos a inúmeras residências sem o glamour e o conforto da casa “mais vigiada do Brasil”, desabarem na região serrana do Rio de Janeiro, o estado brasileiro mais procurado pelos turistas do mundo inteiro. Vimos famílias serem desabrigadas e perderem seus parentes. Escutamos histórias terrivelmente tristes de pessoas que ficaram sozinhas no mundo para narrarem as dores de perder a família inteira. O brasileiro solidarizou-se com essas histórias e fez mutirões para ajudar, roupas, comida, dinheiro.

O contraste de que somos um país solidário é encontrar pessoas que são fúteis ao extremo, vazias. A preocupação exacerbada com o corpo deixa a mente doente. Desculpem-me os aficcionados pelo BBB, eu próprio, atacado pela gana do dinheiro e da fama, já fui um viciado no programa (as pessoas têm defeitos), mas, felizmente, particularmente e francamente não vejo sentido algum em estar dentro de uma casa. Evoluí. Já assisti a programas em que os ex-participantes disseram, convictos de que estavam falando a verdade absoluta de quem procura um programa como esse, que foi a melhor experiência pela qual já passou. Aí falaram de amadurecimento, evolução espiritual (fico pensando qual foi o momento em que o pessoal estava lá, à procura de Deus ou falando sobre Deus), e outras experiências que Buda, Gandhi e Jesus passaram, sem serem vistos nos realitys shows. Jesus não escreveu uma linha sequer. E até hoje é ovacionado pelos quatro cantos do mundo. Quem foram os participantes do BBB I? Os vencedores? Eu não lembro. O Google talvez lembre.

Qual a diferença que o BBB faz na sua vida? E na de quem está lá? A minha diferença no meu mundo foi encontrar os caminhos possíveis e plausíveis para o meu crescimento e ojeriza a esse programa tão vazio, nesse segmento. Enquanto pessoas gastam seu dinheiro enviando torpedos para eliminar fulano ou sicrano do jogo, há outras pessoas que enviam torpedo para declararem a satisfação de ter por perto pessoas reais, que fazem do dia a dia, a vida melhor.

Peterson Nogueira é areiabranquense,
mestrando em Literatura Comparada, pela UFRN,
 e escritor do blog http://agostodosdeuses.blgospot.com

Crônica: Alfaiate Provinciano

Paulo César de Brito
Cronista Areiabranquense

Uma figura que desapareceu do cenário urbano foi o alfaiate. Estou falando na figura do alfaiate nas cidades pequenas, por que nas grandes cidades parece que ainda existe esse grande profissional. Não sou da época em que em nossa cidade tinha vários alfaiates, pelo menos ainda cheguei a conhecer um de nome Luiz. Era um senhor de pele branca, baixa estatura e de cabelos brancos, a qual tinha a sua alfaiataria, ali na esquina do Sindicato Salineiro, onde era o bar de caboré (in memória). O velho Luiz além dos trabalhos de alfaiataria, eles trabalhava com peças de couros em geral. Ele também cobria sofás e outros pertences. Luiz era um exímio profissional nessa arte.

Nunca fui de conversa com Luiz, apenas o conhecia por que ele o velho morava na Rua Floriano Peixoto. Rua essa a qual eu residia. E também por que eu era amigos dos seus enteados digo João Maria, Cuíca e Francisco Antonio a quem chamávamos carinhosamente de “três pulinhos”. Esse ultimo vendia guloseimas nas ruas da cidade, tipo, cocadas, bolos, raiva, bom-bocado e outros. Já o João Maria, trabalhava de vigia na antiga casa do ancião quando era ali vizinha a agencia da capitania. Eles foram embora de Areia Brancas ainda muito jovens. Soube por Macedo que ainda é primos deles, que os mesmo moram na vizinha cidade de Carnaúbas. Tenho saudades deles.

Creio eu que já passamos varias vezes um pelo outro por essas estradas a fora, mas não nos conhecemos a identidade, pelos menos o Cuíca. Pois João Maria e Francisco, digo, três pulinhos, as ultimas vezes que nos virmos foi na década de 90.

Pois bem voltando ao assunto dos alfaiates, creio que em toda região nordeste e principalmente em nosso estado Rio Grande do Norte, haja muito pouco desses profissionais. Até porque, hoje é muito fácil comprar roupas já confeccionadas com o figurino de qualidade e na medida perfeita. Pelo menos algumas pessoas de certa idade ainda exigem que suas roupas, seja confeccionada por um alfaiate de mão cheia, como dizem os mais antigos. Nem que seja um simplesmente um terno. Saudades e que saudades dos profissionais dessa arte milenar de nome alfaiate.

Promoção: Divulgação do site Voz de Areia Branca

Atenção você que tem Twitter: O mais novo Site de notícias e variedades Voz de Areia Branca preparou uma promoção para você.

Siga-nos no twitter: @VozdeAreiaBranc e tweet a tag #VozdeAreiaBranca para concorrer aos seguintes prêmios:

* 01 Chip da Operadora VIVO – Pré-pago
* 01 Recarga da Operadora VIVO (R$ 12,00)

O Sorteio acontecerá 18 de fevereiro e mais prêmios serão adicionados em nossa lista. Participe já e convide seus amigos para concorrer. Basta um tweet para concorrer.

Siga @VozdeAreiaBranca e poste uma mensagem com a tag #VozdeAreiaBranca

2ª Copa Pererê de Kaiake

2ª Copa Pererê de Kaiake

Aconteceu na manhã deste domingo (23/01),  a segunda edição da Copa Pererê de Kaiake. O Evento contou com participação de diversas equipes e teve a organização de Chico Paiva dos Blocos Pererê e Pererê Baby.

O Evento aconteceu nos evaporadores da Norsal, na entrada da praia de Upanema. Veja a classificação:

1º Lugar: Evanilson “Piuí”
2º Lugar: Jorge Luiz
3º Lugar: Bruno

1º Colocado “Piuí”, Chico Paiva e 2º Jorge Luiz

Chico Paiva informa que para os próximos anos, nova estrutura está sendo preparada e que já estão a venda os kit’s do bloco Pererê e Pererê Baby na Serralheria  San Giovani na Rua Jorge Caminha.

O Hino do nosso Rio Grande do Norte

O Hino do nosso Rio Grande do Norte

A maioria das pessoas já ouviu mesmo que em pequenas partes o Hino Nacional Brasileiro, mas poucas pessoas conhecem o Hino do seu estado ou município. Você conhece o Hino do Rio Grande do Norte? Conhece sua letra? E o Hino de Areia Branca?

Disponibilizamos para o internauta, letra e áudio do Hino do Rio Grande do Norte. Já estamos realizando pesquisas para disponibilizar o Hino de Areia Branca, este por sua vez trás uma letra muito interessante e uma melodia agradável e fácil de se aprender.

Bandeira do Estado do Rio Grande do Norte

HINO DO RIO GRANDE DO NORTE
HINO DO RIO GRANDE DO NORTE.mp3

Letra: José Augusto Meira Dantas
Música: José Domingos Brandão

Rio Grande do Norte esplendente.
Indomado guerreiro e gentil,
Nem tua alma domina o insolente.
Nem o alarde o teu peito viril!
Na vanguarda, na fúria da guerra
Já domaste o astuto holandês!
E nos pampas distantes quem erra.
Ninguém ousa afrontar-te outra vez!
Da tua alma nasceu Miguelinho,
Nós, como ele, nascemos também,
Do civismo no rude caminho.
Sua glória nos leva e sustém!

ESTRIBILHO

A tua alma transborda de glória!
No teu peito transborda o valor!
Nos arcanos revoltos da história
Potiguares é o povo senhor!

Foi de ti que o caminho encantado
Da Amazônia Caldeira encontrou
Foi contigo o mistério escalado.
Foi por ti que o Brasil acordou!

Da conquista formaste a vanguarda.
Tua glória flutua em Belém!
Teu esforço o mistério inda guarda
Mas não pode negá-lo a ninguém!
É por ti que teus filhos descantam.
Nem te esquecem, distante, jamais!
Nem os bravos seus feitos suplantam
Nem teus filhos respeitam rivais!

Terra filha de sol deslumbrante.
És o peito da Pátria e de um mundo
A teus pés derramar trepidante.
Vem atlante o seu canto profundo!
Linda aurora que incende o teu seio.
Se recama florida e sem par.
Lembra uma harpa, é um salmo, um gorjeio.
Uma orquestra de luz sobre o mar!
Tuas noites profundas, tão belas.
Enchem a alma de funda emoção.
Quanto sonho na luz das estrelas.
Quanto adejo no teu coração.

Grupos juninos começam a se organizar para 2011

Grupos juninos começam a se organizar para 2011

Os grupos juninos de Areia Branca já começam a se organizar para participar de concursos e festivais de quadrilhas no Estado. São contabilizados três grupos de quadrilha estilizadas, sendo Arraiá Estrelar, Explosão Nordestina e Nordeste Junino e outras duas matutas como São João e Matutos do Sertão.

Nos últimos anos, os grupos de quadrilha junina de Areia Branca vem sendo destaque nos muitos concursos em que participam. Destaque para o Arraiá Estrelar, que durante o ano de 2010 conquistou título em Porto do Mangue tirando a primeira colocação, em Apodí como segundo colocado e em terceiro lugar na cidade de Rodolfo Fernandes.

O Arraiá Estelar iniciou seus preparativos no último dia 15, e entra para o segundo ano de atuação e está ampliando seus horizontes em 2011 onde participará de concursos grandiosos como o Concurso de Quadrilhas da TV Cabugi, QuartiSertão da TV Ponta Negra, Mossoró Cidade Junina, Arraiá de Rua em Rodolfo Fernandes e Arraiá da Chapada do Apodí. A equipe está trabalhando arduamente pela conquista das primeiras colocações levando a irreverência e a beleza areiabranquense para outras cidades do Rio Grande do Norte.

A equipe do Arraiá Estrelar conta com 80 pessoas entre dançarinos, grupo regional e equipe de produção. Paulo César de Brito é marcador oficial, a coreografia fica a cargo de Bihel Ferreirra, o figurino fica a cargo do estilista Nilcleberth Ribeiro. O Grupo tem como Diretor Geral Thalison Câmara e as Finanças ficam a cargo de Filgueira Fontes.

Paulo César de Brito é o marcador oficial do Estrelar

O Marcador Oficial Paulo César de Brito informa que possivelmente este é o último ano em que o mesmo participa do Arraiá. O motivo é profissional, onde novos horizontes estão no foco do Polivalente.