Tribunal português condena cantor potiguar Edy Lemos a 14 anos de prisão

Edy Lemos deixa tribunal de Gaia após condenação escoltado por policiais (Foto: Global Imagens)
Edy Lemos deixa tribunal de Gaia após condenação escoltado por policiais (Foto: Global Imagens)

O cantor potiguar Edy Lemos, 54 anos, foi condenado pelo Tribunal de Gaia, em Portugal, a 14 anos de prisão por crimes de abuso sexual e violação de menores. A informação é destaque na coluna de justiça do site Jornal de Notícias.

Ainda conforme a publicação, os juízes deram como provados crimes ocorridos em julho e agosto de 2012, quando o artista, conhecido em Portugal como “Rei do Karaoke”, onde se apresentava em restaurantes e casas de shows.

O tribunal concluiu que Edy Lemos teria então abusado sexualmente de três menores, com idades entre os oito e os 14 anos, num apartamento, numa casa e num residencial, em Gaia, Maia e Viseu.

Edy Lemos foi condenado por quatro crimes de abuso sexual de crianças e três de violação agravada. Encontra-se em prisão preventiva, desde maio, na prisão de Custóias, distrito de Porto.

A defesa do cantor revelou à imprensa portuguesa que vai recorrer da pena.

Leia mais:

Jornal português destaca prisão do cantor potiguar Edy Lemos

Posto Costa Branca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *