«

»

dez 31

Imprimir Post

Artigo: Uma alternativa para o Posto Policial na BR por Gilson de Souza

Posto Policial funcionou na margem da BR 110 mas foi impedido por questões burocráticas (Foto: Jailton Rodrigues/Arquivo)

Posto Policial funcionou na margem da BR 110 mas foi impedido por questões burocráticas (Foto: Jailton Rodrigues/Arquivo)

Poxa vida. Hoje, noite do dia 30 de dezembro de 2014, já no espírito das festas de Ano Novo, eis que tou aqui a escrever este artigo por força da necessidade de expressar algo que, acredito, representa o anseio e a indignação de toda a população de Areia Branca.

Ha pouco estava ali em frente ao Banco do Brasil, quando ouço gritos de que estava acontecendo um assalto na loja comercial do empresário Zé de Nelson, ali bem pertinho. Mais um de tantos outros que ocorreram durante este ano.

Já não sei quantos assaltos, assassinatos registraram-se neste ano. E relembro que também por conta disso escrevi alguns artigos neste espaço justamente falando de algumas medidas necessárias e indispensáveis para, pelo menos inibir algum tipo dessas ações criminosas.

Falei várias vezes da indispensabilidade do retorno do funcionamento daquele Posto Policial na BR 110 e câmeras a serem instaladas nele. E não vou entrar mais nessa questão por conta da droga da burocracia que já tratamos disso diversas vezes e que nada foi feito para solucionar essa questão.

Agora proponho uma alternativa pra esse caso. Já que, por conta da burocracia entre os tipos de polícia que não permite colocar a população como prioridade, vamos esquecer aquele Posto Policial da BR, onde está funcionando como posto de apoio do SAMU.

Proponho que o Poder Público Municipal construa rapidamente com recursos próprios um outro posto ali bem próximo, no cruzamento da BR 110 com a entrada da praia de Upanema. Ali, se não for falta de conhecimento meu, deve ser do Município e, portanto, não teria problema em se construir tal posto.

Justamente neste momento em que a gestora municipal está firmando parceria com o Governo do Estado para instituir a BIC – Base Integrada Cidadã -em nossa cidade e está procurando local, não há um outro melhor e mais necessário do que esse. Com policiamento ali, seria uma medida bastante efetiva contra essa onda de violência que vem reinando em nossa cidade.

Não é a solução contra a violência, não vai resolver, eu sei disso tudo. Mas com certeza vai inibir sim algum tipo de ação da bandidagem. Fugir por ali já não seria tão fácil como é atualmente. E se for possível instalar um bom serviço de vigilância eletrônica com câmeras potentes, melhor ainda.

Portanto, eis aí a sugestão como alternativa para solucionar aquela questão burocrática do Posto na BR 110. E mais uma vez, termino com a frase do mesmo desafio:

Com a palavra, as autoridades municipais e estaduais sobre o assunto.

Gilson de Souza
Professor

Link permanente para este artigo: http://vozdeareiabranca.com.br/2014/12/artigo-uma-alternativa-para-o-posto-policial-na-br-por-gilson-de-souza/

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Francisco Santos

    Caro Gilson – tou com você e não abro. Com certeza, não tenha dúvidas de que dá pra fazer algo. O que falta é vontade política. Somos conscientes de que a violência, os assaltos não terão fim, mas fiquemos certos que serão inibidos se forem tomadas certas providências. E você sugere algumas em seu artigo. Se a idéia é boa e se beneficia a sociedade areia-branquense, por quê relutar e resistir? Vejos muitos políticos da nossa terra posarem para fotos e até serem homenagiados por ficarem tanto tempo na mídia, para os tais pergunto: até quando vocês vão ficar assistindo de camarote a desgraça de nossa terra?

  2. Ações Areia Branca

    Espero que essa tal de BIC possa pinta o sete em nossa Areia Branca, claro que venha para nos dá mais tranquilidade. Mas se for para vim e ficar sentados por traz de birô não vai adianta nada.

  3. NADA FAZEM

    “No cruzamento da BR 110 com a entrada da praia de Upanema”, Não pode!!!, infelizmente neste local até o posto FAN, ainda é uma BR sendo está Federal, “por conta da droga da burocracia” não pode fazer nada disto que se indica;

    Mas o monitoramento seria de grande desenvolvimento na segurança para a população que sempre é quem sofre com tudo isso;

    Não entendi porque a BIC foi instalada no local que está, pois seria melhor onde fucionava a CAIXA ECONOMICA FEDERAL, pois o mesmo local tem uma visão ampla de quem entra tanto, na BR como na avenida FORTALEZA, e outra bem proximo existe uma casa de show, imagine quando acontecer um evento, vai todo mundo correr para lá;

    É Srª PREFEITA, seja mas bem ASSESSORADA não escolha a sua equipe por indicação, sim por competencia e habilidades, Srª PREFEITA, precisamos de pessoas AGUDAS E PERSPICAZ, nessa admistração, sei que voçe pode está sofrendo desta doença, pessoas que não está nem aí para o bem dos outros sim do proprio bolso.

    FICA A DICA…

  4. Francisco Santos

    Seja próximo à entrada que dá acesso a praia de Upanema ou não (por se tratar de uma rodovia federal), o interessante é a prefeita com os vereadores, segurança pública, representantes da sociedade discutirem e se mobilizarem inteligentemente para dá um basta a esse problema , que é a violência, a qual já se tornou uma epidemia na cidade. Estão todos com medo, o comércio aterrorizado e o cidadão de bem acuado e preso em sua própria casa, sendo-lhe negado o direito constitucional de ir e vir. Tem que se instalar um posto policial estrategicamente bem sucedido para inibir de uma vez por todas essa onda de violência. Ações como estas e outras tornarão isso uma realidade.

  5. Jacqueline

    Boa tarde.

    Gostaria de deixar aqui minha tristeza por estes acontecimentos.

    Sou de Mossoró e estou construindo uma casa na praia de Baixa Grande e desde ja anuncio que estou vendendo antes de terminar, por conta da violência que se encontra la, em menos de 15 dias ouvi dois assalto arrastão, todos estão assustados,

    Não fui passar a entrada do ano com minha família por conta disso, ou seja, estou toda legalizada, antes de contruí paguei todos os impostos e não tem uma segurança se quer.
    Espero que as autoridades locais possa se comover com a situação.

  6. Francisco Souza

    Bem, lendo o artigo, bem como os comentários acima, percebi que a questão toda da insegurança em Areia Branca resume-se na falta de atitudes dos três poderes, administrativo, legislativo e judiciário municipal.

    Se realmente houvesse interesse em de resolver a questão da insegurança, bastariam os três poderes se unirem e procurarem os convênios Estadual e Federal e orgãos que lidão com a liberação de mais policiais, viaturas etc, o município tem que assumir as suas responsabilidades de manutenção de todas as estruturas, porque, é muito fácil, reclamar para o governador pedindo policiamento e viaturas, etc, sem o compromisso de responsabilidades da manutenção destes equipamentos, sejam quais forem. Só pedir não basta! tem que participar.

    Como exemplo já citado, além do monitoramento eletrônico, temos a questão da guarita ou posto de segurança que havia na entrada da cidade e que por questões de hierarquia do código de trânsito, é de responsabilidade Federal. Ok.

    Realmente querem resolver esta questão? Basta procurar a legislação do Código Trânsito Brasileiro (juntos Prefeitura, Câmara e Poder Judiciário) e entrar com o pedido de municipalização do trânsito urbano, assumindo todas as responsabilidades de manutenção do trecho a ser urbanizado, iniciar o trecho urbano a partir das Pedrinhas até a cidade, transformando em avenida municipal e não mais como rodovia Federal. Então estaria resolvido a questão do Posto de Segurança e etc. e Como ganho, a Prefeitura passará a sinalizar, orientar e cobrar pelas multas e licenciamentos de veículos da cidade.

    Para quem quiser dar uma olhada dos procedimentos para Municipalizar o trânsito, segue o link do manual Federal:

    http://www.destran.com.br/links/transito/legislacao_manual.pdf

    Não basta ser político, tem que ser cidadão em primeiro lugar e trabalhar muito pra melhorar, pois é sua cidade, sua casa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>