«

»

fev 25

Imprimir Post

Artigo: Câmeras de vigilância. Pelo menos isso no Posto da BR

Por Gilson de Souza

A instalação de câmeras em pontos estratégicos é uma medida adotada em várias cidades. (Foto ilustrativa da internet)

A questão da violência em Areia Branca já ultrapassou a barreira do limite. Não dá pra ficar calado mesmo. Então vai outra sugestão.

De forma bem direta: por que não se coloca uma estrutura de vigilância eletrônica com filmadoras potentes naquele Posto? Será que até isso é proibido pela Polícia Rodoviária Federal?

No mínimo quatro câmeras: uma com foco mais amplo, que focalizasse bem qualquer tipo de veículo que viesse chegando naquela curva pelo menos a um quilômetro de distância. A outra, com foco mais restrito, no mesmo sentido, registraria esse veículo (ou pessoa a pé) numa espécie de “close”, ângulo mais fechado, em que se poderia ver nitidamente a placa do veículo e mesmo o rosto das pessoas. As outras duas câmeras ficariam da mesma maneira focalizadas para o outro sentido, de quem vai deixando a cidade. Assim, se teria um registro de quem chega e de quem sai da cidade, dia e noite, vinte e quatro horas ininterruptamente.

É um tipo de medida simples, mas que pode ser bastante útil. As despesas seriam bem justificadas: seriam essas câmeras e mais um kit de um bom computador, três a quatro pessoas se revezando, internet, talvez interligado com monitor na Delegacia de Polícia. Para o bem da segurança da população, seria um investimento bem utilizado, acredito.

Uma central de monitoramento é uma sugestão para auxiliar na elucidação de crimes. (Foto ilustrativa extraída na internet)

É claro que com isso não estou dizendo que vai acabar ou diminuir a violência na cidade, principalmente em se tratamento de assassinatos, roubos, etc. O que esse sistema de segurança eletrônico vai ajudar é possibilitar, pelo menos, uma possível pista sobre algum autor desses tipos de crime, pois quem os pratica, dificilmente procura refúgio na cidade, tendo como primeira medida sair rapidamente para se esconder em povoados ou outros municípios, dificultando a perseguição, identificação e prisão dos acusados pela Polícia Militar.

Com um sistema desse, os marginais vão pensar um pouquinho mais ou, pelo menos, ter um pouquinho mais de trabalho na hora da fuga. Pois algo acontecendo, com certeza, se vier de fora, haverá condições de monitorar os movimentos de entrada e saída pelos arquivos das filmagens e daí se tirar alguma pista.

É claro que outras câmeras espalhadas em pontos estratégicos na cidade também ajudariam muito, inibiriam muito, mas acredito que, um sistema de boa qualidade na entrada da cidade, constitui um empecilho a mais e poderá ser uma espécie de “freio” nessa onda de violência.

Repito: será que a Polícia Rodoviária colocará tanto empecilho assim a ponto de não permitir que se coloque pelo menos filmadoras ali naquele posto? Se o fizer, é imoral, pra não dizer outra coisa.

E se puder, mais uma vez “cutuco” as autoridades do município: tomem iniciativas, façam alguma coisa, antes que outros cidadãos areia-branquenses, talvez até inocentes, percam a vida por causa de bandidos mal intencionados. E olhe que o carnaval está aí batendo à porta.

Então, pelo menos isso: vigilância eletrônica no posto da entrada da cidade. Ou será que isso é contra a lei? Se assim o for, pra que diabo serve uma lei desse tipo? Só pra prejudicar a população ao seu direito constitucional à segurança pública?

Com a palavra, as autoridades.

Online For men Areia Branca - RN - Confira novidades para o carnaval 2014

Link permanente para este artigo: http://vozdeareiabranca.com.br/2014/02/25/artigo-cameras-de-vigilancia-pelo-menos-isso-no-posto-da-br/

2 comentários

  1. Emilne oliveira

    Como cidadã de Areia Branca e leitora de sua página lhe digo. Essa seria uma excelente solução pelo menos para evitar fugas sem rastros como vem acontecendo .Parabéns pela ideia e espero que seja atendida por nossos Dirigentes.

  2. cristiane

    espero que funcione mesmo esse serviço vai ajudar muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>