«

»

dez 17

Imprimir Post

Artigo: Uma visão distorcida por Glauco Araújo

Segurança pública, ou insegurança pública, afinal, de quem é a culpa ou a irresponsabilidade? A falta de segurança pública é um mal que aflige hoje o nosso Estado assim como o nosso imenso Brasil continental. Como é sabida, a bandidagem que hoje assola os quatro cantos de Brasil não é somente uma questão administrativa de um determinado município ou até mesmo do Estado, visto que, quando esse Estado não tem mais condições de conter a insegurança, imediatamente, ele recebe intervenção do governo federal. Os fatores para a crescente falta de segurança não pode de maneira alguma ser atrelada somente e unicamente exclusiva a competência ou por incompetência de uma administração municipal, como está sendo citada a nossa Areia Branca segundo um blog local. A matéria publicada no referido blog, apontam fatores geradas pela falta de políticas públicas como conseqüências para o mal da bandidagem que hoje assola a nossa cidade. Segundo o blog a insegurança que hoje faz do cotidiano dos areia-branquenses poderia ter um quadro diferente se as políticas públicas funcionassem como deveria ser. Segundo o blog a prevenção ao crime e a bandidagem inclui: Promover o bem-estar das pessoas ao estimular os laços sociais com medidas que garanta saúde, economia, educação. O foco deve ser em crianças e jovens, com destaque para os riscos e fatores de proteção necessários; Modificar as condições nas comunidades, que levem a infrações, à vitimização e à insegurança com iniciativas e compromissos por parte dos membros dessas comunidades; Prevenir a reincidência de crimes com assistência à reintegração social dos infratores e de outros mecanismos de prevenção. Para reflexão de todos os areia-branquenses: 1. O município oferece segurança econômica (garantia de um trabalho produtivo e remunerado)? 2. E segurança alimentar (acesso aos alimentos básicos)? 3. Temos segurança sanitária (proteção contra doenças)? 4. Segurança ambiental (proporciona um meio ambiente que não prejudique as pessoas)?5. E nossa segurança pessoal (contra violências físicas e psíquicas)? 6. A segurança comunitária (protegendo os valores, práticas e identidades culturais e étnicas de qualquer grupo)? 7. E a segurança política (garantia do exercício da cidadania)?

Se tais requisitos fossem métodos de atenuar a violência e a insegurança que atinge o nosso Estado e a nossa Areia Branca, e o porquê da vizinha cidade de Mossoró administrada pelo partido da governadora e que foi escolhida como uma das melhores cidades do Brasil pra se morar, a violência por lá é o mais alto de todo Estado do RN. Isso quer dizer que os critérios das chamadas políticas públicas não funcionam por lá? A falta de segurança é uma questão primeiramente administrativa e principalmente do executivo estadual sim, mas, que pode ser trabalhada em conjunto com o executivo municipal. Agregar a violência e a bandidagem que hoje predomina principalmente em Areia Branca ao poder executivo municipal é tanto quanto irresponsável. Quando se fala de segurança pública primeiramente se está ligando ao executivo estadual e todos sabem disso, citamos cidades adjacentes como Grossos, Tibau, Serra do Mel, Natal e a própria Mossoró será que a violência e a falta de segurança nessas cidades são por falta de políticas públicas que não funcionam?

Glauco Araújo (por e-mail)
Envie seu poema, conto ou crônica para publicação no site Voz de Areia Branca. E-mail: carlosjunior@vozdeareiabranca.com.br

Link permanente para este artigo: http://vozdeareiabranca.com.br/2012/12/17/artigo-uma-visao-distorcida-por-glauco-araujo/

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Tony Albino

    Enquanto estes blogs tiverem esses comentaristas que dependem da política para o seu sustento, nunca haverá solução para absolutamente nada. Eu sinceramente só tenho a lamentar ao ponto extremo e ridículo que a nossa cidade chegou, sem segurança, sem disciplina, sem emprego, sem saúde e sem educação de qualidade, é uma vergonha quando a gente sabe a quantia de dinheiro que chega aos cofres públicos deste município mensalmente, até porque hoje temos acesso ao que se recebe, e não sabemos onde é aplicado, porque Areia Branca ha anos não tem saído da mesmice. Realmente é lamentável.

  2. cláudio

    É e agora ele tem esse pretexto de Areia Branca esta incluida em calamidade pública não sei onde arranjaram isso pois nunca dependemos de muita chuva mesmo já que nosso maior produto é o sal e como todos sabem se chover muito não teremos ai sim uma boa colheita deste que é nossa maior riqueza, é lamentável seu blogueiro…

  3. Ricardo Luís

    Defender a pessima administração da nossa querida e sofrida cidade, é concordar com a situação que se encontrada mesma, onde está a politica de combate às drogas, é derrubando árvores? Emprego para os jovens, onde vemos? Infraestrutura de cidade, que vemos, esgotos a céu aberto e entupidos, causando assim o aparecimento de varios mosquitos, causando assim varias doencas, lixo se acumulando em diversos lugares, isso e fato. onde está areia branca do futuro que se falaram antes? Agora pra se decretar estado de emergência, isso logo o fizeram, mas, o dinheiro que foi repassado???. Caio na piscina, o gato comeu e ninguém viu, foi pra um buraco sem fundo, sinceramente, eu esperava por isso, nessa administração, atual, pois não ia lhe render nada, fim de mandato, areia branca não é nenhuma metropoli, não é um cidade exemplar mas poderia estar bem melhor. Espero que a próxima gestora, com a sua juventude e exemplo que teve, possa colocar a nossa querida areia branca, nnovamente nos trilhos do desenvolvimento, de (8) oito anos passados. Nem que seja com a ajuda e conselhos do seu pai.

  4. Tony Albino

    Eu gostaria de saber qual o bom exemplo que o pai desta jovem pode dar a ela como administrador? Pelo que eu sei este cidadão quando foi prefeito não conseguiu nem terminar o seu segundo mandato, foi caçado pela Justiça, mesmo fora do poder o atual prefeito fez graves denuncias contra ele na Justiça, o que mais tarde veio a atrapalhar a sua tão sonhada volta a Prefeitura desta sofrida cidade. Pois na minha opinião o que ele pode passar de ajuda pra ela é mostrar como desvia dinheiro dos cofres público sendo que a mesma pode ter o mesmo final que ele, fisgado pela justiça na Lei da Ficha Limpa. Amigos hoje vivemos novos tempos, a modernidade nos deu o privilégio de saber tudo o que entra de dinheiro nos municípios, agora brincar de desdobrar a Justiça hoje é um jogo perigoso e de alto risco. Se liguem…

  5. fiofo

    O CORDÃO DOS PUXA-SACOS , CADA VEIS ALMENTA MAISSSSS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>